.
Aqui… com doçura, com paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor; Sabedoria, esperança, caridade e diferenças; Saudades, liberdade, dúvidas e certezas; Entre amigos ou família, quem sabe outras crenças, dias de sol ou de chuva, sem frescuras… dividimos…"segredos".


○○○○○

quinta-feira, 5 de março de 2015

E seu eu parasse?


E seu eu parasse? Se eu não fosse trabalhar? Se eu não abastecesse meu carro? Se não andasse de ônibus? Se não comprasse mais no hipermercado? Ou na panificadora? Ou no mercadinho ao lado de casa? Se não fosse mais a feira? Na farmácia? No shopping? Se não tivesse mais meus momentos de lazer? Cinema? Caminhar no parque? Se deixasse de ir ao meu restaurante favorito? Não levasse minhas filhas a escola? Se não pagasse minha luz? Água? Telefone? Impostos??? Se pegasse uma cadeira e sentasse a frente do palácio do governo e lá esperasse ele melhorar e corresponder a todas as minhas expectativas? Oque será que aconteceria??? 

E olha que eu nem estaria pedindo nada além do que a constituição do meu país me oferece como direito. Queria saúde, educação, segurança, um salário mínimo digno, direito a minha casa própria, queria uma justiça limpa e igualitária, queria um sistema penitenciário que realmente funcionasse, queria que todos recebessem um valor justo pelo trabalho que desenvolvem, queria que os políticos fossem honestos e agissem para o bem do povo e não por interesse próprio, e que aqueles que descumprissem as regras fossem punidos com o mesmo rigor que um ladrão de galinhas é... 

Será que eu seria ouvida? Atendida? Creio que não. Iriam me chamar de louca! Com certeza perderia meu emprego, minhas contas iriam só aumentar, o posto, o mercado, o shopping, etc. nem sentiriam a falta do meu dinheirinho, que ganho com tanto suor!! 

Por isso que infelizmente nunca alcançaremos nossos direitos porque somos limitados a cumprir nosso papel de boi no pasto! Ah aumentou a gasolina, gente continua abastecendo; não tem saúde no posto da prefeitura, gente paga plano de saúde particular; não tem escola pública com qualidade, gente coloca nossos filhos em escola particular; aumentou a criminalidade, gente coloca grades, cercas se aprisiona onde deveria haver liberdade; o salário do emprego atual está curto, gente vai lá e arruma outro no contra turno para ajudar a pagar o rombo das contas. Afinal brasileiro se vira nos trinta, não é? 

Até quando? Até quando vamos dizer que política não se discute? Até quando vamos permitir que os cargos políticos do país sejam ocupados por ladrões e analfabetos morais? Nos contentamos com as migalhas de governantes de bolso cheio, como rebanho seguimos conforme o berrante toca... Até quando?? Por isso fica aqui a pergunta, e se você parasse??


Gisele Mulek, apenas uma cidadã indignada! 



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...