.
Aqui… com doçura, com paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor; Sabedoria, esperança, caridade e diferenças; Saudades, liberdade, dúvidas e certezas; Entre amigos ou família, quem sabe outras crenças, dias de sol ou de chuva, sem frescuras… dividimos…"segredos".


○○○○○

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Eleições 2014



"Se os porcos pudessem votar, o homem com o balde seria eleito sempre, não importa quantos porcos ele já tenha abatido no recinto ao lado." 

__Orson Scott Card


******

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Porque não voto no PT..?


Quando o PT assumiu o governo alguns anos atrás o país estava em uma boa fase de estabilização econômica e social, devido à grande conquista de equilíbrio com a implantação do Plano Real.

Então podemos afirmar que foi fácil ao Sr. Lula da Silva governar um país que estava em alavancada fase de crescimento.

Mas aos poucos foi instalando-se uma disseminação de "bolsas" tirando o foco do crescimento sustentável e abrindo uma equivocada margem ao sossego remunerado, dando ao povo uma falsa ideia de crescimento e estabilidade.

E o que o seguiu-se nos anos seguintes foram sucessões de tapa buracos, o governo do PT não resolveu problemas ele simplesmente os mascarou. Prova disso é nosso índice crescimento que se instala abaixo dos demais países da América Latina ano após ano; prova disso são os constantes escândalos de corrupção e as jogadas políticas para esconder e omitir a responsabilidade dos envolvidos; prova disso é a população agindo feito rebanho no pasto, que só anda na direção em que o tocador da boiada aponta.

Aliás, é muito linda a forma que o PT trouxe soluções pro país:

O pobre não entrava na Universidade. O que o PT fez? Investiu em educação? Não, tornou as provas mais fáceis.

O analfabetismo era grande. O que o PT fez? Incentivo à leitura? Não, considerou alfabetizado aquele que sabe escrever e ler o próprio nome.

A pobreza era grande. O que o PT fez? Investiu em empregos e incentivos à produção e empreendedorismo? Não baixou a linha da pobreza e passou a considerar classe média quem ganha 300 reais.

O desemprego era pleno. O que o PT fez? Deu emprego? Não, passou a considerar como empregado quem recebe bolsa família ou não procura um emprego.

A saúde estava uma merda. O que o PT fez? Reduziu imposto em remédio, investiu em hospitais? Não, importou um monte de cubano que sequer faz a prova pra comprovar sua eficiência.

Alguém ainda tem dúvida que esse governo é uma tremenda mentira?

A chance que temos de mudar essa situação é agora, nosso voto é moeda forte.!

Eu quero a diferença que traga progresso, e você??



Gisele Mulek


terça-feira, 14 de outubro de 2014

Vazio...


Fazem meses que não te vejo, nem não falo com você. Não sei se você está bem, se está trabalhando, vivendo, sobrevivendo, sozinho, ou gostando de outro alguém.. ou se às vezes ainda sonha comigo, isso acho que não! Percebi que nada mais sei sobre você, além do que sobrou, lembranças. Recentemente vi umas fotos suas, o corte de cabelo ainda era o mesmo, o físico, o estilo de roupa. Mas tinha algo diferente... eu sei que tinha, porém, como eu poderia explicar? Era algo no seu olhar castanho modificado, como se faltasse algo por dentro de você. Era o formato dos traços do seu sorriso, como se tivesse perdido um pedaço de você… Então lembrei que, talvez o que faltava, era o pedaço de você que eu levei comigo, e não consegui devolver...... Assim falta em você.. o que sobra em mim, a saudade e a vontade de um tempo que não volta mais... vazio..!!!


Gisele Mulek


terça-feira, 7 de outubro de 2014

Dor de amor....


Assistindo um filme antigo chamado "O nome da rosa", um diálogo entre o personagem de Sean Connery e seu noviço, interpretado por Christian Slater, chamou bastante minha atenção. O experiente monge franciscano diz ao seu aluno que boa parte dos problemas do mundo seriam evitados se não existisse amor. Segundo ele, o amor – ou paixão – move os homens, excita-os a ponto de fazê-los perder a razão, e isso seria a origem de muitos conflitos. Mas após algumas constatações, reconhece: se não houvesse amor a vida seria tremendamente sem graça.

Embora pertença ao universo abstrato, o amor gera felicidade, prazer, alegria; e por outro lado, também causa decepção, dor, sofrimento. Ao mesmo tempo em que dinamiza as atividades do dia a dia e faz o cotidiano ganhar contornos cor-de-rosa, hora ou outra, rouba a paz, o sorriso e até mesmo a vontade de viver. Não raras as vezes o sujeito "trava", torna-se um ser improdutivo.

"Travada" por amor. Ou por sofrer por amor. As pessoas se escondem em si, fogem do mundo. Relacionamentos que acabam, sempre causam dor. Principalmente  para aquele que preferiria continuar junto. Pois ninguém quer perder aquele que lhe é querido, é difícil aceitar o fim. Então simplesmente a pessoa não dá conta de mais nada. Não trabalha, não estuda, não vive, não consegue fazer nada... Só espera.!

Quem olha de fora pode dizer:

- Mas o que essa pessoa está fazendo da vida dela?

Fácil, né? Olhar de fora é fácil. Julgar, idem.

Porém, só sabe a dimensão do sofrimento quem está vivendo a dor – a dor da perda, da separação, da dúvida. O mesmo amor que já fez sorrir, dançar, brincar, que fez o desafinado cantar, o tímido declarar poesia, hoje é o mesmo que produz lágrimas, tristeza e deprime.

Dor de amor paralisa a pessoa. O colorido vira cinza – quando não, negro.

Quem sofre por amor não vê razão nos seus dias. Acha até que a vida perdeu o sentido. Até a esperança do futuro parece deixar de existir. Tudo parece vazio.

A verdade… que tudo é só por um momento, que podem durar dias, semanas ou meses, mas não deixará de ser um momento de tristeza, que pode ferir a ponto de deixar marcas que vão durar por todos os anos. Por isso, enquanto dói, como acreditar que vai passar?

Mas é preciso acreditar..!! Que mesmo lembrando de uma perda, e sofrendo essa dor de amor, ainda assim haverá vida....


Gisele Mulek






quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Amor não acaba......


Amor não acaba. Filmes acabam, balas acabam, dias acabam, beijos acabam, noites acabam, chocolate acaba, o assunto acaba, a paciência acaba, a vontade acaba - desejo diminui. Mas o amor não. Ele entra em coma, fica fraco, doente e, se for o caso, morre. Pois amor não é um sentimento, ou um fato, ou um objeto. Amor é uma vida, é algo que sai da compreensão humana, científica, racional. Amor não começa e acaba. Amor nasce e morre.!!


Gisele Mulek


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...