.
Aqui… com doçura, com paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor; Sabedoria, esperança, caridade e diferenças; Saudades, liberdade, dúvidas e certezas; Entre amigos ou família, quem sabe outras crenças, dias de sol ou de chuva, sem frescuras… dividimos…"segredos".


○○○○○

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A Magia do Adeus


Dizer Adeus a quem gostamos está para além das nossas capacidades. Sentir aquela dor forte que nos paralisa, que nos tira todas as forças. As lágrimas e gritos de agonia. As noites em travesseiros molhados, o vazio eterno, não só do espaço, mais da alma. Querer falar e não poder, simplesmente querer e não poder; querer amarar o que sente num baú e fecha-lo para sempre, para que o coração nunca soubesse de tal inópia.

Dizer adeus é incerto… porque nunca se sabe quando estás de fato pronto para o pronunciar, e para o concluir. Talvez porque nunca se fica apto, apenas sai da boca, ou é forçado pela mente. Afinal, o adeus é aleatório, e a mente somente acompanha a intensidade, e nos entrega à incredibilidade de uma fatal notícia.  

O tempo pára, e as questões aparecem. E se eu simplesmente não dissesse adeus? E negamos o evidente, por não querer ver. É a esperança, até ao último fôlego. Contorcemo-nos, esticamos os braços, incrédulos com a crueldade da vida. Ou diria da Morte? O passado, não é viver, mas recordar. Imaginar como seria, não passa de possibilidades, ou de impossíveis…

Mais sem querer, mesmo que não por mim, foi dito por fim, Adeus..

Adeus… E largaram-se as mãos, o abraço, o sorriso, o olhar...

Então a magia aparece....
De novo… as mãos, o abraço, o sorriso, o olhar.. mais são só lembranças.

Sim, lembranças repletas da certeza de que és eterno.
Eterno em mim… e nas minhas memórias.
E assim viverás para sempre, porque eu farei com que vivas...


***** 


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...