.
Aqui… com doçura, com paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor; Sabedoria, esperança, caridade e diferenças; Saudades, liberdade, dúvidas e certezas; Entre amigos ou família, quem sabe outras crenças, dias de sol ou de chuva, sem frescuras… dividimos…"segredos".


○○○○○

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Tirando a venda dos olhos..!!


Conta uma lenda que os índios Cherokees tem um intrigante ritual de passagem da juventude.

O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho no topo da montanha. O filho senta-se ali naquela montanha onde deve permanecer por toda a noite, sem remover a venda dos olhos até surgir os raios do sol brilhante no dia seguinte, também sem poder gritar por socorro para ninguém.

Se ele passar a noite toda lá, sozinho, enfrentado seus medos, será considerado um homem. Depois disso ele não pode contar a experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o desafio do desconhecido.

O menino está naturalmente amedrontado. Ele pode ouvir toda espécie de barulho. Os animais selvagens podem, naturalmente, estar ao redor dele. Talvez alguns humanos possam feri-lo. Os insetos e cobras podem vir picá-lo. Ele pode estar com frio, fome e sede. O vento sopra a grama e a terra sacode os tocos, mas ele senta-se estoicamente, nunca removendo a venda.

Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.

E finalmente... após a noite horrível, o sol aparece e a venda é removida. E ele então descobre seu pai sentado na montanha perto dele. Percebe que ele estava ali, a noite inteira protegendo-o do perigo.

Isso me faz pensar que também nos nunca estamos sozinhos!

Em muitas das histórias bíblicas percebemos que a maioria dos grandes homens de Deus já carregou o peso de sentir-se desamparado, justamente em momentos em que mais precisavam de apoio e incentivo. Como Abraão, Moisés, Jó, José, Daniel, Elias, e muitos outros. Mas todos eles, ao tirarem à venda dos olhos, perceberam o quanto Deus estava perto.

Um exemplo que gosto muito é Jeremias que mostra todo o sentimento de abandono em que se encontra. Ele sentia-se só, muito mais, sentia-se um verme ambulante, motivo de escárnio do povo, como se Deus estivesse muito distante dele.

Mas, então, ele lembra quem é o Senhor, quem é o Deus que ele serve, e afirma: “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança. As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto, esperarei nele” (Lm 3.20-24).

Mesmo quando não percebemos, Deus está olhando para nós, bem ali ao nosso lado. Cuidando, protegendo, fazendo-nos passar nossas noites em segurança, mesmo quando pensamos que a escuridão nos toma por inteiro... Ele faz surgir o amanhecer, nos tira a venda e nos faz perceber que esta conosco em cada mínimo detalhe, em cada raio de Sol.

Por isso podemos ter a certeza que nunca estamos sozinhos! Deixe Deus tirar a venda dos seus olhos, e verá que Ele jamais deixou de estar ao seu lado, Ele jamais abandona você!

Porque Deus é fiel, e não desampara os seus!


Uma ótima semana a todos.

Gisele Mulek

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Bem Mais Que Tudo



Meu bem maior... Bem mais que tudo...
És meu Deus... sem ti nada sou..
Incomparável és!!

domingo, 18 de setembro de 2011

Deus tudo sabe....


Num reino distante existia um rei que não acreditava na bondade de Deus, mais ele tinha um servo que em todas as situações lhe dizia: Meu rei, não desanime porque tudo que Deus faz é perfeito, Ele não erra!

Um dia eles saíram para caçar e uma fera atacou o rei. O seu servo conseguiu matar o animal, mas não pôde evitar que sua majestade perdesse um dedo da mão.


Furioso e sem mostrar gratidão por ter sido salvo, o nobre disse: Deus é bom? Se Ele fosse bom eu não teria sido atacado e perdido o meu dedo.
O servo apenas respondeu: Meu Rei, apesar de todas essas coisas, só posso dizer-lhe que Deus é bom; e ele sabe o porquê de todas as coisas.

O que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra! Indignado com a resposta, o rei mandou prender o seu servo. Tempos depois, saiu para uma outra caçada e foi capturado por selvagens que faziam sacrifícios humanos.


Já no altar, prontos para sacrificar o nobre, os selvagens perceberam que a vítima não tinha um dos dedos e soltaram-no: ele não era perfeito para ser oferecido aos deuses.


Ao voltar para o palácio, mandou soltar o seu servo e recebeu-o muito afetuosamente. Meu caro, Deus foi realmente bom comigo! Escapei de ser sacrificado pelos selvagens, justamente por não ter um dedo! Mas tenho uma dúvida: Se Deus é tão bom, por que permitiu que você, que tanto o defende, fosse preso?


Meu rei, se eu não estivesse preso teria ido com o senhor nessa caçada, e teria sido sacrificado em seu lugar, pois não me falta dedo algum. Por isso, lembre-se: tudo o que Deus faz é perfeito.


Ele nunca erra! Muitas vezes nos queixamos da vida e das coisas aparentemente ruins que nos acontecem, esquecendo-nos que nada é por acaso e que tudo tem um propósito. Então toda manhã ofereça seu dia a Deus.


Peça para Deus inspirar os seus pensamentos, guiar os seus atos, apaziguar os seus sentimentos. E nada tema, pois Deus tudo sabe!!!


"Porque os caminhos do homem estão perante os olhos do Senhor, e Ele considera todas as suas veredas". Prov. 5:21


Uma semana de vitoria a todos!!

Gisele Mulek


sábado, 17 de setembro de 2011

Tomara...


Tomara que os olhos de inverno das circunstâncias mais doídas não sejam capazes de encobrir por muito tempo os nossos olhos de sol. Que toda vez que o nosso coração se resfriar à beça, e a respiração se fizer áspera demais, a gente possa descobrir maneiras para cuidar dele com o carinho todo que ele merece.

Que lá no fundo mais fundo do mais fundo abismo nos reste sempre uma brecha qualquer, ínfima, tímida, para ver também um bocadinho de céu. Tomara que os nossos enganos mais devastadores não nos roubem o entusiasmo para semear de novo.

Que a lembrança dos pés feridos quando, valentes, descalçamos os sentimentos, não nos tire a coragem de sentir confiança. Que sempre que doer muito, os cansaços da gente encontrem um lugar de paz para descansar na varanda mais calma da nossa mente.

Que o medo exista, porque ele existe, mas que não tenha tamanho para ceifar o nosso amor. Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso.

Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam impermanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria.

Tomara que apesar dos apesares todos, dos pesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz. Tomara!


Ana Jácomo.


terça-feira, 13 de setembro de 2011

Se ficasse com o meu coração...


Se um dia ficasse com meu coração sentiria minhas emoções
Veria que cada milésimo pulsa por você com sensações fortíssimas

Sentiria a adrenalina quando penso em você

Poderia visualizar as viagens lindas do meu pensamento


Se ficasse com meu coração veria como é bom pensar em você

Sentiria as vibrações que sinto quando chego perto de você

As batidas descompassadas quando sinto a sua boca

Saberia que em todas as veias correm liquido do amor que me sustenta


Se ficasse com meu coração veria à blindagem que existe para guardar você
Sentiria o calor de mil graus quando sinto você em mim
Veria as lembranças desde primeiro abraço apaixonado

E cada detalhe desse lindo amor


Se ficasse com meu coração saberia quando foi que gamei em você

Saberia as horas e os momentos que choro imaginando que posso te perder

Mais sentiria também a força que me invade de lutar por você


Em fim...

Se ficasse com meu coração...

Saberia que se fosse embora meu coração morreria nas suas mãos...


quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Sou assim...


Diferente de tudo e de todos
Uns vêem o mundo por fora

Eu o vejo por dentro

Uns preferem ver o amor e a vida com os olhos

Eu os vejo com sensibilidade

Sou diferente.. talvez!


Mais todos são assim como são

Fácil é ser assim

Difícil é aprender a controlar a emoção

Mais difícil ainda é falar as verdades do coração

Difícil é demonstrar carinho e afeto
Viver em harmonia sob um mesmo
teto
Aprender a receber e dar carinho

Entender em verdade, este é o caminho


Pois a palavra dura desperta a ira

Mas a palavra doce amolece o coração

Para viver feliz é preciso aceitar

Não somente ser o que se é

Mas ser muito mais do que se quer ser

A cada manhã despertar para um desafio

O desafio de mudar, buscar, amadurecer, aprender

Isso exige sacrifício!


Aplacar o ego, negar a rejeição

Controlar a língua, usar o coração

Entender que não temos o direito de julgar

Mas compreender sempre.. é arte
É arte de se doar e amar
É a arte de aceitar os defeitos de seus semelhantes
E não ache que esta fazendo isso para os outros

Pois, o principal
beneficiário.

É VOCÊ!



Desejo um ótimo feriado a todos..


Gisele Mulek

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Uma pipa no céu...

A vida exige leveza; assim como a viagem, a estrada fica mais bonita quando podemos olhá-la sem o peso de malas nas mãos.

Seguir leve é desafio. Há paradas que nos motivam compras, suplementos que julgamos precisar num tempo que ainda não nos pertence, e que nem sabemos se o teremos.

Temos a pretensão de preparar o futuro. Eu tenho. Talvez você tenha também. É bom que a gente se ocupe de coisas futuras, mas tenho receio que a ocupação seja demasiada. Temo que na honesta tentativa de me projetar, eu me esqueça de ficar no hoje da vida.

Os pesos nascem desta articulação. Coisas do passado, do presente e do futuro. Tudo num tempo só.

Há uma cena que me ensina sobre tudo isso. Vejo o menino e sua pipa que não sobe ao céu. Eu o observo de longe. Ele faz de tudo. Mexe na estrutura, diminui o tamanho da rabiola, e nada. O pequeno recorte de papel colorido, preso na estrutura de alguns feixes de bambú retorcidos se recusa a conhecer as alturas.

O menino se empenha. Sabe muito bem que uma pipa só tem sentido se for feita para voar. Ele acredita no que ouviu. Alguém o ensinou o que é uma pipa, e para que serve. Ele acredita no que viu. Alguém já empinou uma pipa ao seu lado. O que ele agora precisa é repetir o gesto. Ele tenta, mas a pipa está momentaneamente impossibilitada de cumprir a função que possui.

Sem desistir do projeto, o menino continua o seu empenho. Busca soluções. Olha para os amigos que estão ao lado e pede ajuda. Aos poucos eles se juntam e realizam gestos de intervenção...

Por fim, ele tenta mais uma vez. O milagre acontece. Obedecendo ao destino dos ventos, a pipa vai se desprendendo das mãos do menino. A linha que até então estava solta vai se esticando. O que antes estava preso ao chão, aos poucos, bem aos poucos, vai ganhando a imensidão do céu.

O rosto do menino se desprende no mesmo momento em que a pipa inicia a sua subida. O sorriso nasceu, floresceu leve, sem querer futuro, sem querer passado. Sorriso de querer só o presente. As linhas nas mãos. A pipa no céu...

Pe. Fábio de Melo




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...