.
Aqui… com doçura, com paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor; Sabedoria, esperança, caridade e diferenças; Saudades, liberdade, dúvidas e certezas; Entre amigos ou família, quem sabe outras crenças, dias de sol ou de chuva, sem frescuras… dividimos…"segredos".


○○○○○

domingo, 7 de novembro de 2010

Resgate!!


Certa vez ouvi uma história contada por um velho amigo que gostava de fazer passeios de barco.

Ele estava em um de seus passeios e ao caminhar pelo navio, viu um dos membros da tripulação escalando as cordas, indo até o "ninho do corvo". Quando estava na metade da escalada, o navio balançou, pendeu para um lado e ele foi jogado ao mar. Quando bateu na água, começou a gritar por ajuda enquanto batia os braços descontroladamente, se esforçando para sobreviver. Meu amigo viu que um marinheiro observava o homem na água de forma calma e tranqüila, sem esboçar nenhuma reação.

Após um curto tempo o homem na água se cansou e começou a afundar. Imediatamente o marinheiro que observava tranqüilo saltou ao mar e salvou a vítima que se afogava.

Depois que ambos estavam em segurança à bordo, meu amigo foi até o marinheiro que fez o resgate e perguntou: - Porque você esperou tanto tempo para saltar na água e salvar este homem?

Com a mesma calma, o marinheiro respondeu: - Eu percebi que o homem lutava muito na água e era grande a possibilidade de ambos morrerem se eu saltasse rapidamente. Há muito tempo eu aprendi que é melhor deixá-lo lutar por algum tempo, e quando chegar ao fim de sua própria força, eu posso saltar na água e salvá-lo com segurança.

Pensando nesta historia, fiquei imaginando, quantas vezes nós nos sentimos assim, como o homem que se afogava? Como se caíssemos no mar da vida, lançados nas correntezas do destino, jogados de nosso lugar de conforto e segurança, como se estivéssemos lutando por sobrevivência. Gritamos e gritamos pedindo ajuda... mais parece que nada acontece.

E então não raramente pensamos, até Deus se esqueceu de mim; mas acredito que enquanto estivermos tentando resolver as coisas por nossa conta Ele pouco poderá fazer, mais no momento quando todas as nossas forças se desfalecerem, que todas as forças chegarem ao fim, Deus saltará na água para nos resgatar!

Deus é fiel, essa é minha convicção!!

Desejo uma ótima semana a todos, grande abraço!!
.
.
Gisele Mulek

.

Um comentário:

Danilo Sergio Pallar Lemos disse...

Bem apresentados e desenvolvidos os assuntos.Obrigado por me seguir vou tambem seguir seu blog.
www.vivendoteologia.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...