.
Aqui… com doçura, com paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor; Sabedoria, esperança, caridade e diferenças; Saudades, liberdade, dúvidas e certezas; Entre amigos ou família, quem sabe outras crenças, dias de sol ou de chuva, sem frescuras… dividimos…"segredos".


○○○○○

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Quando eu chorar.....



...Escondo-me a um canto, com um nó na garganta e a sós, então chorarei... pelo que tinha a chorar... pelo que não tinhas... talvez apenas para alma lavar... e o coração aliviar... não.. não vou minhas lágrimas conter... deixar elas e o silêncio falar...!!!


segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Não Serve...!!!


Não me serve, um amor que não me ame,
Que não me veja,
Que não enxergue através dos meus olhos,
Que não veja a minha alma através do corpo que carrego,
Que não veja os valores que trago,
Que não veja o ser humano repleto de defeitos e fraquezas,
E a mulher cheia de virtudes,
E a minha luta diária pra melhorar sempre,
Não me adianta um futuro pré-visto,
As surpresas fazem a nossa vida acontecer melhor,
Não me adianta um amor cheio de tantas “coisas”,
Se visto mais de perto, tão vazio,
Não me adianta um amor tão sublime e superior,
Que não seja capaz de ver sentimentos nos pequenos atos,
Que não tenha coragem de ser vivido,
Que não anseie pelo som da minha voz,
Que não veja a alma explodindo pelos poros,
Que não faça dos meus braços o seu porto seguro,
Que não perceba a alegria em estar,
Não me adianta um amor receptivo,
Que não entenda que o amor é troca,
Que não devolva sentimentos,
Que não perceba a importância de doar,
De nada me servem boas notícias incompletas,
Repletas de dúvidas e desencontros,
Que meu amor venha de qualquer lugar,
Que não seja oposto e nem igual,
Que seja diferentemente parecido,
Que as almas se encontrem,
Que os corpos se atraiam,
Que a mentes se entendam e se perdoem,
Que os olhos vejam através de suas cores,
Que tenha o calor do sol do verão,
O aconchego de uma fria e cinza tarde de inverno,
Que tenha o som de uma doce melodia,
Que o desejo pulse como o som de uma batucada,
Que seja maleável, completo, compreensivo,
Que tenha alegria, sorrisos, união,
Porque o amor é união,
E se não for pra acrescentar… então, não me serve!

Por Carolina Mulek ( http://carolmulek.wordpress.com/2010/11/29/e-preciso-ter-coragem/ )


*****

Frases!!!!

"...Saudade é amar um passado que ainda não passou; É recusar um presente que nos machuca; É não ver o futuro que nos convida..."

sábado, 27 de novembro de 2010

Renúncia...!!!


Costumamos valorizar muito o “ter”, quem tem importância geralmente são aqueles homens práticos que fazem progresso material, que promovem grandes feitos, homens de grande eloquência, homens que demonstram posição de autoridade, de atitudes fortes; para eles todas as homenagens.

Ensinava o teólogo e filósofo Albert Schweitzer, que herói não é o homem da ação, mas herói é o homem da renúncia. Pois renunciar é, sobretudo, um ato de coragem e poucos conseguem praticá-lo. Afinal é muito mais fácil apegar-se do que desapegar-se.

O ato da renúncia é mais louvável do que o ato do apego, mas a gente vive o tempo todo se apegando às coisas, ás pessoas, aos lugares, como se essas coisas, essas pessoas, esses lugares estivessem, sempre à nossa disposição.

O medo que sentimos frequentemente é o medo das nossas perdas, perda da mocidade, perda do dinheiro, perda da saúde, perda do prestígio, perda do amor, perda do emprego, perda da amizade, isso porque, somos egoístas.

Pensando em renúncia, me vem à mente a historia (Mateus 19) sobre o moço rico que indaga a Jesus sobre o que é preciso para alcançar a vida eterna; pois o rapaz possuía muitos bens e dinheiro, e era muito religioso, pois afirmava guardar todos os mandamentos; no conceito dos homens, ele era bom moço, mais ele queria a certeza do paraíso.

“E eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna?” Então Jesus lhe disse: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me”. Mateus 19:21 e 22

E o jovem, ouvindo esta palavra, retirou-se triste, envergonhado até, sem dizer uma palavra, pois o preço do paraíso era muito alto. Seus bens eram muitos, e renunciar a todos eles, e aos interesses inseridos, jamais; afinal foi tão difícil formar um patrimônio; porém, mais difícil, ainda, foi renunciar, ou melhor, desapegar-se.

A renúncia que Jesus queria era a renúncia ao apego, porque o apego é o que nos escraviza, é o que nos atormenta, é o que nos angustia, é o que nos torna infelizes, deprimidos, egoístas.

Afinal não é o ato da renúncia em si que importa. O que importa é o espírito da renúncia; você pode ter muitos bens e não ser apegado a eles. Deve ter consciência de que tudo passa, pois chegará, um dia, em que teremos de abandonar tudo aqui, num piscar de olhos. Ninguém é proprietário de nada nem de ninguém, a não ser de sua própria consciência.

É difícil renunciar.

Não digo a renuncia somente de bens materiais ou a riqueza, ou as propriedades; mais penso que é ainda mais difícil renunciar nosso ego, renunciar certos sentimentos, como o orgulho, o ódio, à vingança, aos ressentimentos, à inveja, à vaidade, à paixão; eis aqui o grande heroísmo.

Portanto, desapegue-se, aprenda a renunciar, a si mesmo se for preciso, pois nosso maior exemplo esta em Cristo, que renunciou a própria vida, para dar a todos, chance de vida eterna!!!


Um final de semana abençoado!!
Graça e Paz em Cristo!!

Gisele Mulek

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O segredo de um olhar...!!!


Dizem que quem não consegue compreender um olhar jamais conseguirá compreender palavra alguma. Um olhar diz muito, é num momento de silêncio onde olhares se encontram que grandes verdades são reveladas.

Palavras de amor pronunciadas é acalento para alma, alegria para o coração, mais de nada valem se através dos olhos não surgir expressão da verdade, palavras se tornam vazias, é que os olhos transmitem o que se passa na essência, mesmo quando a boca fala o contrario.

Palavras proferidas no calor de uma discussão provocam dor, pois falamos muito, demasiadamente, e geralmente coisas que às vezes nem sentimos, falamos por defesa; mais muitas vezes é nesse momento em que ao olhar nos olhos vemos expressão de amor e não de raiva, e então compreendemos o segredo de um olhar.

Não é a toa que se diz que os olhos são a janela da alma, pois através deles podemos conhecer alguém verdadeiramente, podemos decifrar uma verdade, ou descobrir uma mentira, podemos ver alegria e também reconhecer a tristeza, podemos compreender o incompreendido; através de um simples olhar podemos falar mesmo em silêncio, podemos transmitir sensações que podem vivificar ou destruir.

Conta-se que Raoul Follereau, um jornalista francês que dedicou sua vida ao cuidado dos leprosos, ao visitar um leprosário em uma ilha do Pacífico, ficou surpreendido ao encontrar, entre os rostos desfigurados e quase sem vida, um homem que conservava os olhos límpidos, vivíssimos, e com um sorriso que a todos iluminava sempre que lhe diziam uma palavra amável ou lhe davam alguma coisa.

Quando quis saber o que mantinha esse leproso tão agarrado à vida, disseram-lhe que observasse o que lhe sucedia todas as manhãs. E o jornalista descobriu que, todos os dias, o homem descia para o pátio e sentava-se diante do alto muro que cercava o leprosário. Esperava ali, paciente, até que, no meio da manhã, aparecia, durante alguns segundos por cima do muro, um rosto já idoso e cheio de rugas, que lhe sorria com um olhar de amor. Então o homem comungava aquele sorriso e sorria também.

Era o rosto de sua amada esposa que, com fidelidade, todos os dias vinha contemplá-lo. A seguir, a imagem da velhinha desaparecia, mas o doente resplandecia, pois já tinha alimento para agüentar mais uma jornada e aguardar que, no dia seguinte, regressasse o olhar sorridente que lhe garantia a existência, ele comentava: "Ao vê-la, sei que ainda estou vivo!"

O olhar amoroso da esposa era, de fato, suficiente para transfigurar aquele homem dando-lhe esperança e vida. É que um olhar de amor faz esquecer as dores e restaura o ânimo, tem uma poderosa força, pois é sinal visível do amor de Deus.

Então, seguindo os passos dEle, sejamos, hoje, portadores de um olhar de amor e façamos a diferença na vida daqueles cujos olhos se encontram com os nossos.

"As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar". (Leonardo da Vinci)


Gisele Mulek



segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Parabéns Vovó.....

Dona Tereza, mulher de fibra, de garra, a mãe que criou os cinco filhos com muita dedicação e trabalho, e como ela mesmo diz, sem microondas e sem maquina de lavar [rs], na base do fogão a lenha e no tanque de pedra. A avó que ajudou com os netos, desde pequenos até já adultos. A bisavó coruja, que adora mimar e cuidar de seus pequenos.

Sempre atenciosa, sempre presente, com seus conselhos sábios, algumas broncas [rs] dessas necessárias que fazem a gente crescer e aprender. Mulher de coragem, que sempre encarou a vida de frente, e em momentos difíceis se mostrou ainda mais forte, com mais vigor.

Desde menina, minhas lembranças ao chegar na casa de minha avó sempre são de alegria, sabe casa de “vó” mesmo, com bolo cheiroso, café quentinho, mesa farta, o prato predileto de um e de outro, a fruta apetitosa da feira feita por ela mesma toda semana, do abraço apertado, do sorriso gostoso, do aconchego.

Com toda certeza ter sua presença em minha vida contribuiu muito para minha formação, para ser quem sou, porque a Sra. é exemplo de vida; ter sua presença me trouxe sempre amparo, carinho, felicidade.

Hoje seu dia minha vó, com carinho dedico aqui esta simples postagem, pra lhe desejar um “Feliz Aniversário”, que Deus lhe abençoe sempre e lhe conceda ainda muitos anos de vida, para que possamos desfrutar de sua doce companhia.

Um beijo, com todo carinho.. sua neta que lhe ama muito...

Gisele Mulek.
.

domingo, 21 de novembro de 2010

Românticos......


Românticos são poucos
Românticos são loucos, desvairados...
Que querem ser o outro
Que pensam que o outro, é o paraíso...

Românticos são lindos
Românticos são limpos, e pirados...
Que choram com verdade
Que amam sem vergonha, e sem juízo...

São tipos populares, que vivem pelos ares
E mesmo certos, vão pedir perdão
Que passam a noite em claro
Conhecem o gosto raro
De amar sem medo, de outra desilusão...

Romântico, é uma espécie em extinção!
Romântico, é uma espécie em extinção!

Românticos são poucos...
Românticos são loucos...
Como eu! Como eu!

Vander Lee

*****

Necessidade de Refúgio!!!


A vida não é uma constante alta. Eu tenho meus momentos de profundo desencorajamento. Eu tenho de ir a Deus com lágrimas nos olhos e dizer: "Ó Deus me perdoe" ou "Ajuda-me". Billy Graham

Existem momentos que nos encontramos em profunda amargura, onde somos tomados de angustia, dor, tristeza, desencorajamento, decepções, momentos onde nos sentimos apunhalados por pessoas que amamos, momentos em que o mundo ao nosso redor parece ruir.

Parece que nos encontramos em meio ao mar revolto, desprovidos de qualquer ajuda, como se tomados por um gelo devastador que invade os poros e neutraliza nossas ações e congela nosso espírito, com um poder avassalador de obscurecer o caminho à nossa frente.

Para onde se voltar, quando se perde o chão e tudo parece desabar sobre sua vida? Para onde ir, quando se enfrenta situações de medo, de constrangimento, de desamor??

Em ti, Senhor, me refugio; nunca permitas que eu seja humilhado; livra-me pela tua justiça. Inclina os teus ouvidos para mim, vem livrar-me depressa! Sê minha rocha de refúgio, uma fortaleza poderosa para me salvar. Salmos 31:1-2

Em tempos assim, precisamos de refúgio, de alguém que possa nos ouvir; alguém que realmente nos entenda. Gosto muito da historia de vida de Davi, ele quem escreveu o texto bíblico acima; ele foi um homem que voltou-se para o Senhor e Nele encontrou um lugar de descanso e reparo no momento em que sentiu-se acurralado, triste, ferido por fortíssimas adversidades, em luta com sua baixa auto estima.

O refúgio de Davi nunca falhou. Nem uma vez sequer. Davi jamais sentiu nenhum pesar em ir a esse Deus com o seu coração angustiado. Da mesma forma hoje, Deus também é o nosso refúgio e fortaleza, e jamais devemos nos sentir envergonhados ao depositar sobre Ele toda a nossa carga. Porque Ele tem cuidado de nós!!!
.
.
Gisele Mulek
.

sábado, 20 de novembro de 2010

Chris Tomlin - How Great is Our God


Quão grande és Tu meu Deus... Em Ti contemplo todas as coisas... E o tempo... esta em Suas mãos... começo e fim a Ti pertence... Por isso em Ti... somente em Ti espero... Pois somente Tua fidelidade me traz paz...

Ouça, e deixe Ele tocar seu coração.

Gisele Mulek

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Uma flor para você...


O bosque estava quase deserto quando o homem sentou-se para ler em baixo dos longos ramos de um velho carvalho. Estava desiludido da vida, com boas razões para chorar, pois o mundo estava tentando afundá-lo.

E como se já não tivesse razões suficientes para arruinar o seu dia, um garoto chegou, ofegante, cansado de brincar. Parou na sua frente, de cabeça baixa e disse, cheio de alegria: - Veja o que encontrei!

O homem olhou desanimado e percebeu que na sua mão havia uma flor. Que visão lamentável! Pensou consigo mesmo. A flor tinha as pétalas caídas, folhas murchas, e certamente nenhum perfume.

Querendo ver-se livre do garoto e de sua flor, o homem desiludido fingiu pálido sorriso e se virou para o outro lado. Mas ao invés de recuar, o garoto sentou-se ao seu lado, levou a flor ao nariz e declarou com estranha surpresa: - O cheiro é ótimo, e é bonita também... Por isso a peguei. Tome! É sua.

A flor estava morta ou quase morrendo, nada de cores vibrantes como laranja, amarelo ou vermelho, mas ele sabia que tinha que pegá-la, ou o menino jamais sairia dali. Então estendeu a mão para pegá-la e disse, um tanto contrafeito: - Era o que eu precisava!!

Mas, ao invés de colocá-la na mão do homem, ele a segurou no ar, sem qualquer razão. E naquela hora o homem notou, pela primeira vez, que o garoto era cego e que não podia ver o que tinha nas mãos.

A voz lhe sumiu na garganta por alguns instantes... Lágrimas quentes rolaram do seu rosto enquanto ele agradecia, emocionado, por receber a melhor flor daquele jardim.

O garoto saiu saltitando, feliz, cheirando outra flor que tinha na mão, e sumiu no amplo jardim, em meio ao arvoredo. Certamente iria consolar outros corações, que embora tenham a visão física, estão cegos para os verdadeiros valores da vida.

Agora o homem já não se sentia mais desanimado e os pensamentos lhe passavam na mente com serenidade. Perguntava-se a si mesmo como é que aquele garoto cego poderia ter percebido sua tristeza a ponto de aproximar-se com uma flor para lhe oferecer.

Concluiu que talvez a sua auto-piedade o tivesse impedido de ver a natureza que cantava ao seu redor, dando notícias de esperança, de paz e alegria... E de como Deus é misericordioso, que permitiu que um garoto privado da visão física o despertasse daquele estado depressivo.

Então aquele homem, finalmente, conseguira ver, através dos olhos de uma criança cega, que o problema não era o mundo ao seu redor, mas ele mesmo, com suas atitudes depressivas e sua falta de entusiasmos pela vida.


Verdadeiramente cego é todo aquele que não quer ver a realidade que o cerca, o encanto da vida que encontramos em coisas tão simples; e muitas vezes pessoas que não percebem o mundo com os olhos físicos, conseguem ir além e penetram as maravilhas que os rodeiam e se extasiam com tanta beleza. Talvez tenha sido por essa razão que um pensador afirmou que "o essencial é invisível aos olhos".


Uma ótima semana a todos.


Gisele Mulek


sábado, 13 de novembro de 2010

A quem ousa amar...


Amor... Alguns poetas dizem ser bicho traiçoeiro, causador das mais complexas, estranhas, doloridas e avassaladoras emoções. Certamente os historiadores dirão que por causa dele reinos foram invadidos, princesas foram seqüestradas, famílias de nobres e plebeus se misturaram ou foram divididas. Outros tantos, quem sabe mais desiludidos ou decepcionados, já alegam não existir o amor e usam a desculpa científica de classificá-lo apenas como um conjunto de combinações químicas e hormonais que evoluiu a fim de garantir (ou atrapalhar) a preservação da espécie humana e tentam se livrar desta euforia de amar a todo custo.

Seja como for, aos teimosos e corajosos que ousarem enfrentá-lo, e também a quem ainda tem medo ou dúvidas, tenho algumas considerações a fazer...

Já fui vítima tanto de amar de mais, como de amar de menos. Já fui pego de surpresa com medo de não ser amado e também de não estar amando. Já me frustrei, já chorei, já me arrependi... Já me precipitei e travei tantas vezes que nem sei contar. Já falei antes de pensar e já pensei sem falar... Entretanto já me alegrei e vi bichinhos, corações e o rosto da pessoa amada nas nuvens muitas outras vezes ao som de suspiros e canto de passarinhos imaginários.

Quem ousa amar tem de fazê-lo de peito aberto, sem reservas, assumindo o risco sim! Não ame querendo amor em troca! Apenas ame e se dedique no fazê-lo! Amor não é moeda ou investimento, não espere ser amado apenas porque você também ama. Vá amando, se entregando, se abrindo por completo. Quem ama por querer amor em troca, invariavelmente, acaba se frustrando muito, porque confunde amor com carência afetiva, o que definitivamente não é nada bom. Geralmente estas pessoas só conseguem perceber amor com atitudes e devoções iguais as suas próprias e não conseguem sentir o amor dito ou oferecido de uma forma diferente da sua.

Há quem diga que não devemos nos apaixonar, que não se deve dizer "eu te amo!", não se deve amar com o coração assim tão aberto, que deve se manter uma certa razão e distância segura para não correr o risco da vulnerabilidade, da exposição a um amor não correspondido ou ofendido. Eu discordo! Tal discurso só revela a infantilidade de não conseguir suportar um "não" ou o medo da dor, como aqueles adultos patéticos que ainda hoje têm medo de injeção.

Amor só é amor mesmo, quando vivido plena, apaixonada, verdadeira, confiante e libertadoramente; com aquela sensação inconfundível de eternidade de bem. Ele não precisa vir todo de uma só vez, mas pode ser cultivado, tratado, afagado, regado como uma plantinha. Pode começar de um sorriso, de um carinho, de um abraço e ir crescendo lentamente até virar encanto, admiração, poesia, beijo, saudade e aquela vontade irresistível de passar horas e horas com a pessoa amada mesmo que ela tenha outros motivos para viver ou coisas a fazer além de estar com você.

Ame, ame muito! Mas, ame com foco! A única responsabilidade que se deve ter ao amar com tanta intensidade é o compromisso com a verdade, a lealdade e a fidelidade. Procure identificar a diferença entre o amor companheiro e a simples aflição de tesão passageira. Esta é a única hora em que o coração deve obrigatoriamente dar lugar à razão. Quem ama, certamente se entorpece de desejos, sonhos e pensamentos ofegantes. Não é pecado, muito pelo contrário, faz bem, é saudável querer se entregar ao amor, mas ele se plenifica e ganha raízes profundas seguras na alma e se completa somente à medida que damos prioridade e exclusividade a quem se ama.

Aqueles que vivem de tesão e não de amor indubitavelmente tornar-se-ão pessoas amargas e enrijecidas, carcomidas de bichos por dentro e frígidas de alma no futuro. Poderão contabilizar até um grande número de conquistas, coitos, cafajestagens e admiração sexual, mas doloridas e machucadas por dentro de falta de amor genuíno, doado e compartilhado até as últimas conseqüências.

É muito fácil cometer este equívoco, a confusão pode começar de modo muito sutil, mas a fidelidade não é a falta de atração/tentação sexual por outra pessoa além daquela a quem amamos, mas sim a escolha madura, racional e objetiva de amar escolhendo até mesmo orientar nossos desejos mais íntimos em direção a quem amamos.

Não espere também que os amores do passado se repitam ou sejam encontrados e buscados nas novas relações, não permita fantasmas! Viva um amor de cada vez! Não tenha medo ou reservas em se dedicar com exclusividade.

Por outro lado, confie sempre! O coração prega muitas peças em quem tem medo de amar. Um gesto de amor do(a) companheiro(a) pode facilmente ser confundido com desamor ou desafeto. Antes de julgar, aprenda a depositar confiança mesmo que as aparências digam o contrário. O amor tende a se enfraquecer muito quando há desconfianças sejam elas fundadas ou infundadas.

Aos que já encontraram um grande amor, digo que é muito fácil perder a admiração e o ar de fantasia com o tempo... Aquele vulcão da conquista e das descobertas amorosas pode dar lugar a um lago tranqüilo e às vezes até monótono. Mas o amor é o caminho entre o vulcão e o lago mesmo, tanto faz em que direção você queira ir o importante é não parar de andar de mãos dadas. O príncipe às vezes pode virar um sapo e a cinderela voltar pra casa com uma abóbora ao invés da carruagem, mas vai depender do trabalho árduo e dedicado dos dois outrora intensos amantes a conquista e a reconquista diária da fantasia inicial, do vulcão e dos momentos de perder o fôlego. Há coisas muito interessantes tanto no vulcão como no lago, o gostoso não é estar lá ou aqui, o bom e prazeroso é o esforço correspondido para continuar a caminhar juntos. Em outras palavras, não se permita perder a capacidade de se surpreender com a pessoa amada mesmo nas coisas mais corriqueiras e normais!

Encontrar alguém que queira andar de mãos dadas com a gente e queira espontaneamente dar este mesmo amor sem medidas é um presente de Deus a ser valorizado e agradecido todos os dias.

Aos que ainda não encontraram... alguns conselhos: ame primeiro a você, cuide-se, enfeite-se, curta-se, valorize-se, encontre o prazer da auto-suficiência de não precisar de nada além de você mesmo para se sentir uma pessoa amável [com capacidade de ser amada], aprenda a não ter medo de se amar e investir em projetos pessoais. Em segundo lugar, seja menos exigente com você e principalmente com quem se propõe a amá-lo(a), não existe amante perfeito, nem mesmo você conseguiria sê-lo. Então, não digo que você deva se conformar cegamente com o que conseguiu [ou não] até aqui, como se você não fosse capaz de encontrar algo melhor, mas não inicie sua procura buscando alguém ou um amor à sua altura, pode ser decepcionante. Para falar a verdade, nem procure! Deixe o amor surgir naturalmente! Por fim, não fique medindo ou comparando sensações, não avalie a importância de alguém na sua vida pela sensação que ela lhe causa, mas pelo bem que ela pode provocar. Resumindo... Apenas se abra sem medo ao amor. O resultado da descoberta só vem com o tempo. Sim! É um risco!

O Deus que criou o amor te abençoe rica, poderosa e sobrenaturalmente!



*****

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

All I Know - Five For Fighting




All I Know - Five For Fighting

Arranhões e feridas
Provocamos, sem querer
Tão facilmente
Mas, não deixei de te amar
Eu te amo, e isso é tudo que eu sei
.
Não sei se vou me levantar

Pois dependo do teu olhar
Teu olhar que acostumei

A amar sem temor

Isso é tudo que eu sei, é só o que eu sei

.
Quando o cantor vai embora

Deixa a música ir também

E fica uma linha fina entre

As trevas e a madrugada
.

Eles dizem que na escuridão da noite

Há uma luz além

E que o fim sempre vem

As terminações sempre vem

Muito rápido

É elas vêm muito rápido
.
Mas, eu te amo

E é tudo que eu sei,

Sua totalidade, é eu sei

.
.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Sua ausência....!!!

Este sempre foi um mês de festa, mês que comemorávamos com alegria o aniversário de meu Avô, mas coincidência ou não, se tornou agora o mês de lembrar e lamentar sua partida.

Hoje, um ano, que você se foi, quanta saudade!!

Impossível não chegar à casa onde você construiu e não ter lembranças de tantos momentos, desde a infância, de seu sorriso, seus olhos azuis, suas brincadeiras, seu abraço tímido, seu jeito quieto, mais sempre presente.

Acho que posso definir sua falta como as luzes quando se apagam, deixam em nós a escuridão. A falta da luz dá o contraste para nossos olhos poderem captá-la, porém, passados alguns instantes, nossos olhos se acostumam sem ela e começam a vislumbrar, definir algumas formas, começam "a ver" na escuridão.

Assim também ocorre com a ausência de quem amamos; o contraste de sua falta nos faz sentir a sua presença; e aos poucos acomoda-se em nós o desconforto dessa permanente ausência e fica então essa doce saudade.

Hoje nesse momento me sinto triste, coração aflito, vazio no peito, lágrimas. Sem entender ficamos assim, sem respostas a essa pergunta que não quer calar: Porque perdemos pessoas que amamos?? Porque a vida não os mantém junto a nós?

Mais entendo, que Deus deu a vida, e a Ele pertence!!

Fica então sua ausência, mais posso dizer que mesmo você não estando aqui... de alguma forma tento parecer que estas!!

Com saudades, meu avô Demetrio Mulek (*02.11.1933 / +10.11.2009).
.

Gisele Mulek

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Fidelidade....


Ser fiel não é uma obrigação, mas sim uma atitude recíproca de pessoas que se amam, que se respeitam e sobre tudo, que dão valor aos verdadeiros sentimentos e não os confundem com aventuras. A fidelidade deve ser usada em tudo na vida; ser fiel aos amigos, ser fiel com a família, ser fiel aos seus princípios sem passar por cima das pessoas e depois se perguntar o que houve... Ser fiel independe de classe social, cultura ou religião, ser fiel é ser integro, honesto; fidelidade está na mente e no coração, naquilo que você é, no seu caráter!!!


Gisele Mulek
.
.

domingo, 7 de novembro de 2010

Resgate!!


Certa vez ouvi uma história contada por um velho amigo que gostava de fazer passeios de barco.

Ele estava em um de seus passeios e ao caminhar pelo navio, viu um dos membros da tripulação escalando as cordas, indo até o "ninho do corvo". Quando estava na metade da escalada, o navio balançou, pendeu para um lado e ele foi jogado ao mar. Quando bateu na água, começou a gritar por ajuda enquanto batia os braços descontroladamente, se esforçando para sobreviver. Meu amigo viu que um marinheiro observava o homem na água de forma calma e tranqüila, sem esboçar nenhuma reação.

Após um curto tempo o homem na água se cansou e começou a afundar. Imediatamente o marinheiro que observava tranqüilo saltou ao mar e salvou a vítima que se afogava.

Depois que ambos estavam em segurança à bordo, meu amigo foi até o marinheiro que fez o resgate e perguntou: - Porque você esperou tanto tempo para saltar na água e salvar este homem?

Com a mesma calma, o marinheiro respondeu: - Eu percebi que o homem lutava muito na água e era grande a possibilidade de ambos morrerem se eu saltasse rapidamente. Há muito tempo eu aprendi que é melhor deixá-lo lutar por algum tempo, e quando chegar ao fim de sua própria força, eu posso saltar na água e salvá-lo com segurança.

Pensando nesta historia, fiquei imaginando, quantas vezes nós nos sentimos assim, como o homem que se afogava? Como se caíssemos no mar da vida, lançados nas correntezas do destino, jogados de nosso lugar de conforto e segurança, como se estivéssemos lutando por sobrevivência. Gritamos e gritamos pedindo ajuda... mais parece que nada acontece.

E então não raramente pensamos, até Deus se esqueceu de mim; mas acredito que enquanto estivermos tentando resolver as coisas por nossa conta Ele pouco poderá fazer, mais no momento quando todas as nossas forças se desfalecerem, que todas as forças chegarem ao fim, Deus saltará na água para nos resgatar!

Deus é fiel, essa é minha convicção!!

Desejo uma ótima semana a todos, grande abraço!!
.
.
Gisele Mulek

.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

A pessoa errada....


Pensando bem, em tudo o que a gente vê, e vivência, e ouve, e pensa, não existe uma pessoa certa pra gente. Existe uma pessoa que, se você for parar pra pensar é, na verdade, a pessoa errada!

Porque a pessoa certa faz tudo certinho:

Chega na hora certa,

Fala as coisas certas,

Faz as coisas certas,

Mas nem sempre a gente tá precisando das coisas certas, aí é a hora de procurar a pessoa errada; a pessoa errada te faz perder a cabeça...

Fazer loucuras,

Perder a hora,

Morrer de amor,

A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar que é prá na hora que vocês se encontrarem a entrega ser muito mais verdadeira.

A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa, essa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas.

Essa pessoa vai tirar seu sono, mas vai te dar em troca uma noite de amor inesquecível.

Essa pessoa talvez te magoe, e depois te enche de mimos pedindo seu perdão.

Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado, mas vai estar 100% da vida dela esperando você. Vai estar o tempo todo pensando em você

A pessoa errada tem que aparecer pra todo mundo, porque a vida não é certa. Nada aqui é certo

O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo, amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo, querendo, conseguindo

E só assim é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: "Graças à Deus deu tudo certo"

Quando na verdade tudo o que Ele quer é que a gente encontre a pessoa errada para que as coisas comecem a realmente funcionar direito prá gente.

Nossa missão:

Compreender o universo de cada ser humano, respeitar as diferenças, brindar as descobertas, buscar a evolução.

Quando a gente acha que tem todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas...


Luis Fernando Veríssimo


****



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...