.
Aqui… com doçura, com paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor; Sabedoria, esperança, caridade e diferenças; Saudades, liberdade, dúvidas e certezas; Entre amigos ou família, quem sabe outras crenças, dias de sol ou de chuva, sem frescuras… dividimos…"segredos".


○○○○○

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Viajando em mim...


Pensando, sonhando, acabei fazendo uma reflexão de mim mesma. Pode ser que vá de encontro a acontecimentos que neste momento me façam sentir dor, amor, frustração, saudade, ternura, decepção, carinho, cumplicidade, mais lembrarei de todos esses momentos, até mesmo quando precisei abrir mão daquilo que acreditava que iria durar até à eternidade. E considero que é bem verdade que passar por tudo isto na minha vida se torna benéfico, pois melhor assim do que levar uma vida inteira sem nada.

Minha realidade é aquela dos olhos para dentro, e a ilusão é a dos olhos para fora. Eu não critico a forma como os outros pensam, agem, e se comportam, os seus ideais, nem suas ambições, sonhos ou a educação que têm. Apenas quero que da mesma forma me deixem seguir o caminho que eu acredito ser o melhor para mim. Assim, sem dúvida alguma estarei a ser simplesmente quem eu quero ser. Entretanto vou ouvindo um som abafado e um sussurro meu, levando-me a perceber a existência de algumas coisas que se tornam inexplicáveis e sei que assim permanecerão durante muito tempo, imutáveis. O meu coração cerca-se de silêncio, um silêncio que traz calma e me diz que há também muitas outras coisas que posso lançar no mar do esquecimento, mesmo que por vezes ache impossível esquecer. Com esta atitude, decido mudar definitivamente a história e o rumo da minha vida.
.
Quando me vi de uma forma atenta, pela primeira vez, vi na realidade como eu sou. Pude olhar sem hipocrisia, sem qualquer máscara, e saber sem nenhuma desculpa possível, o porquê durante anos da minha vida vivi sem saber como vivê-los. O meu coração passou a ser o meu guia e levou-me ao encontro da minha verdade. Tornei-me mais humana e isso significa reconhecer que não sou perfeita e que erro como qualquer pessoa. Erros esses, que servem como aprendizado, mesmo que os danos causados possam ser irreversíveis. Reconheço que perco muito tempo à procura de todas as respostas, quando na realidade não preciso delas. Reconheci todas as minhas deficiências, sabendo que cabe a mim somente o dever de aceitá-las e com elas viver. Esquecê-las, seria como esquecer uma grande parte de mim.

Reconheço e enfrento as minhas sombras, os meus desejos ocultos, aqueles que nem eu sabia da existência. Encontro as fraquezas que não podem ser confessadas, de modo que não possam ser usadas por terceiros. Percebo como muitas vezes posso me considerar infalível, e assim cheia de arrogância, me encontrar acima do bem e do mal. Isso me faz um tanto intolerante com as pessoas e acabo julgando-as pelas suas fraquezas, sentido a necessidade de atingi-las como a do ar que respiro. Entretanto não abro mão da minha própria realidade. Afinal sei que cometerei esses erros, e ainda outros erros mais; e também sei que irei ter decepções, sofrerei, mas também sei que aprenderei e serei mais tolerante, menos arrogante, mais compreensiva, perdoarei mais ainda e saberei amar de uma forma plena.

Alimento na alma o sonho de um dia ser grande, enorme, mas grande no sentido maior da palavra; grande no estado de espírito. Sonho morar na casa dos meus sonhos. Sonho em ver minhas filhas nas melhores escolas, com a melhor formação. Sonho com um amor pra toda vida. Sonho com uma vida longa... e se um dia tiver que partir.. que seja de velhice... e levando a certeza de que conquistei muito do que sonhei.

Talvez tudo isto possa ser um retrato natural da minha vida ou apenas uma realidade ainda a alcançar. Mais deixo para trás a tristeza e as lágrimas, o medo e as dificuldades. Uma nova etapa se inicia e agora só eu é que importa. Procuro energia, orientação e força para quando voltar às minhas ações elas se tornem menos árduas. Vou de encontro à esperança, ela é a que me faz seguir em frente. A esperança que me faz caminhar, a esperança que me faz amar sempre apesar de todas as contrariedades.

Afinal, em tudo o que parte, existe algo que chega, para cada mal que vem também uma semente do bem, em cada perda, há algo a ganhar, em cada dificuldade uma oportunidade de vencer e crescer. O mundo me pertence e tudo de bom está ao meu alcance. Tudo o que precisa ser mudado, o que precisa ser realizado, depende de mim... então... decido... sorrir para mim, perdoar e amar será sempre o meu maior segredo... rumo a tal felicidade!!!


Triunfam aqueles que sabem quando lutar e quando recuar!


Gisele Mulek

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...