.
Aqui… com doçura, com paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor; Sabedoria, esperança, caridade e diferenças; Saudades, liberdade, dúvidas e certezas; Entre amigos ou família, quem sabe outras crenças, dias de sol ou de chuva, sem frescuras… dividimos…"segredos".


○○○○○

domingo, 9 de maio de 2010

Às Mães.....



Às Mães que apesar das canseiras, dores e trabalhos, sorriem e riem, felizes, com os filhos amados ao peito, ao colo ou em seu redor; e às que choram, doridas e inconsoláveis, a sua perda física, ou os vêem "perder-se" nos perigos inúmeros da sociedade violenta e desumana em que vivemos;

Às Mães ainda meninas, e às menos jovens, que contra ventos e marés, ultrapassando dificuldades de toda a ordem, têm a valentia de assumir uma gravidez - talvez inoportuna e indesejada – por saberem que a Vida é sempre um Bem Maior e um Dom que não se discute e, muito menos, quando se trata de um filho seu, pequeno ser frágil e indefeso que lhe foi confiado;

Às Mães que souberam sacrificar uma talvez brilhante carreira profissional, para darem prioridade à maternidade e à educação dos seus filhos e às que, quantas vezes precisamente por amor aos filhos, souberam ser firmes e educadoras, dizendo um "não" oportuno e salvador a muitos dos caprichos dos seus filhos adolescentes;

Às Mães precocemente envelhecidas, gastas e doentes, tantas vezes esquecidas de si mesmas e que hoje se sentem mais tristes e magoadas, talvez por não terem um filho que se lembre delas, de as abraçar e beijar...;

Às Mães solitárias, paradas no tempo, não visitadas, não desejadas, e hoje abandonadas num qualquer quarto, num qualquer lar, na cidade ou no campo, e que talvez não tenham hoje, nem uma pessoa amiga que lhes leia ao menos uma carta dum filho...;

Também às Mães que não tendo dado à luz fisicamente, são Mães pelo coração e pelo espírito, pela generosidade e abnegação, para tantos que por mil razões não tiveram outra Mãe...

Fonte: APFN - Associação Portuguesa de Famílias Numerosas



Quando criança.. adolescente, ouvi muito de minha mãe dizer uma frase: _quando você tiver seus filhos ira entender!!!

Confesso que muitas vezes fiquei irritada com isso; mais como sempre, ela tinha razão!!

Então minha Mãe, a você que sempre deu seu melhor pra mim... sei que muitas vezes posso não ter lhe dado atenção que merecia.. nem ter acatado suas sugestões... mais a você deixo hoje todo meu respeito e admiração.. todo meu carinho e afeto... obrigada!!!

Parabéns pelo seu dia mãezinha, hoje e sempre amo você!!


E a todas as Mães, a todas sem exceção, um Abraço e um Beijo cheios de simpatia e de ternura! Parabéns!


Gisele Mulek

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...